Primeiro Contrato Futuro de Bitcoin é Liquidado em US$ 10.900

Os contratos futuros de bitcoin de janeiro da CBOE fecharam na quarta-feira em US$ 10.900 e foram seguidos por uma forte correção nos mercados à vista.

A CBOE listou esses contratos em 10 de dezembro, tornando-os os primeiros contratos futuros de bitcoin disponíveis em uma bolsa regulada dos EUA. A CME lançou seus próprios contratos uma semana depois.

Segundo a Reuters, as posições shorts foram maiores no início de janeiro, uma aposta que pagou dividendos devido à dramática correção do mercado desta semana.

Embora o mercado a vista tenha tido alta volatilidade durante a semana passada, o diretor executivo da CBOE, Ed Tilly, foi citado no Financial Times dizendo que o “mercado experimentou um fechamento operacional suave e o processo de liquidação funcionou como projetado”.

“Este é um marco inicial encorajador, e estamos ansiosos para trabalhar com os clientes para impulsionar o crescimento desse mercado nascente”, acrescentou Tilly em um comunicado de imprensa.

O volume aumenta, mas ainda é pequeno

Muitos traders encerraram suas posições de fechamento em outros contratos que se instalam mais tarde, o que ajudou a aumentar o volume de um único dia do CBOE para um novo máximo histórico de 15.424 contratos, o que equivale a aproximadamente US$ 168 milhões em negócios com base no preço de liquidação de ontem.

No entanto, o volume de futuros de bitcoin ainda é muito baixo em comparação com o mercado global, que viu cerca de US$ 19 bilhões serem negociados nas principais exchanges do mundo nas últimas 24 horas.

No entanto, o volume continua aumentando, em grande parte porque um número crescente de corretoras decidiram começar a processar negócios para esses produtos emergentes.

Morgan Stanley é a mais recente empresa a oferecer este serviço aos seus clientes, juntando-se ao Goldman Sachs como as únicas grandes empresas de Wall Street a fazê-lo.

“Se alguém quiser fazer uma negociação sobre os futuros e liquidar em dinheiro, faremos isso”, disse Jonathan Pruzan, diretor financeiro do Morgan Stanley, na quinta-feira. “Eu não diria que tem tido muita atividade, mas é para clientes institucionais que querem participar de uma transação de derivativos”.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *