Polícia de Dubai Prende Gangue que Armou Falsa Venda de Bitcoin

A polícia de Dubai, nos Emirados Árabes, prendeu uma quadrilha suspeita de roubar US$ 1,9 milhão de dois irmãos asiáticos em uma falsa negociação de Bitcoin. A prisão foi efetuada no último sábado, 48 horas após o roubo, de acordo com a rede de notícias local Gulfnews.

Segundo o chefe do Departamento de Investigação Criminal de Dubai (CID), Adel Al Joker, o escritório montado pela gangue armada de dez indivíduos, em Al Muraqqabat, um bairro residencial da capital árabe, serviu como armadilha para os irmãos.

As vítimas tiveram as mãos amarradas e foram espancadas antes dos criminosos levarem o dinheiro.

Os irmãos caíram no golpe porque procuravam aleatoriamente uma maneira de comprar bitcoins. Eles pesquisaram muitos mercados até serem atraídos pela gangue com a proposta de fazer a troca do dinheiro pela criptomoeda usando o mercado P2P.

As forças de segurança conseguiram identificar o mentor do crime num período de apenas quatro horas após a ocorrência.

Segundo o diretor de polícia adjunto, Khalil Ebrahim Al Manouris, o centro de análise de dados da corporação usou até mesmo Inteligência Artificial (IA) para rastrear a gangue, o que facilitou a ação dos policiais em prendê-los em tempo recorde.

“O uso da IA foi determinante para a identificação do chefe da quadrilha. Depois o centro de análise de dados identificou todos os os outros”, disse Al Manouris.

Após a prisão do mentor do crime, que acabou confessando, foi fácil encontrar todos os envolvidos. Eles se dispersaram em quatro regiões diferentes, mas a polícia os prendeu e recuperou todo o dinheiro.

Al Joker disse que o comando policial alertou sobre um assalto à mão armada na área de Al Muraqabbat na quarta-feira (25). As vítimas foram atraídas pelos bandidos que se ofereceram para vender bitcoins.

O chefe da gangue conseguiu as chaves do local do crime devido o mesmo ter sido anunciado para locação pelo dono do comércio, o qual, ingenuamente, o liberou para visitar o espaço, que, horas depois, foi usado para a barbaridade.

Às 20h local alguns membros da gangue já aguardavam os dois irmãos dentro do escritório e os outros ficaram vigiando o local da ação pelo lado de fora.

“Eles agrediram os dois irmãos e os ameaçaram antes de amarrá-los, trancá-los dentro do escritório e fugir com o dinheiro”, disse Al Joker.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *