Número de Sites com Script de Mineração de Criptomoedas Salta 700% em Quatro Meses

O Cyren Security Lab rastreou sites que executam scripts de mineração de criptomoedasmundo afora e chegou a um número alarmante. O número de domínios com scripts instalados — conscientemente ou não — aumentou 725% entre setembro de 2017 e janeiro de 2018.

Segundo a empresa de segurança, o dado mostra que a taxa de disseminação da criptografia está em curva ascendente. Somente no primeiro mês do ano, 7 mil sites foram encontrados executando os scripts de mineração, com destaque para o monero.

O script de mineração é uma função colocada dentro de um site que faz com que o CPU de seu usuário seja usado para minerar criptomoedas. Em muitos casos, o internauta sequer sabe que está sendo usado para que outros ganhem dinheiro. O minerador não precisa interagir com o usuário para executar seu trabalho. Já os que operam o script têm suas recompensas. Recebem criptomoedas conforme desvendam os códigos.

Usuários atacados

De acordo com a reportagem do portal Bitcoin News, no ano passado, aproximadamente 2,7 milhões de usuários foram atacados, o que representa um aumento de 50% em relação ao registrado no ano anterior.

No início da semana, pesquisadores da Kaspersky Lab divulgaram novos dados sobre o malware da criptografia. Eles descobriram que os cybercriminosos começaram a usar métodos e técnicas de infecção mais sofisticados, sendo o mais utilizado o Coinhive.

Os grupos mais bem sucedidos observados pela Kaspersky Lab ganharam milhões de dólares ao explorar suas vítimas em apenas seis meses do ano de 2017.

Durante o Mobile World Congress, realizado recentemente em Barcelona, na Espanha, a Avast afirmou que 15 mil dispositivos conectados à internet poderiam ser pirateados para minerar criptomoedas, em quatro dias. A empresa demonstrou como dispositivos, que vão desde câmeras de segurança a smartphones, são vulneráveis e podem ser hackeados.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *