Maior Gestora de Ativos do Mundo Considera Investir em Bitcoin e Criptomoedas

A BlackRock, maior gestora de investimentos do mundo, criou um grupo de trabalho específico para suposta atuação no mercado de criptomoedas. Segundo o Financial News, a equipe tem como objetivo investigar a melhor maneira de investimento no setor.

Citando fontes anônimas, o FN diz que o grupo de trabalho é composto de diferentes divisões de dentro da BlackRock e que pode estar considerando a possibilidade de um ETF de Bitcoin. Após a notícia, o preço do criptoativo subiu acentuadamente de US$ 6.360 para US$ 6.646 em apenas duas horas – um ganho de mais de US$ 280, anotou a Coindesk.

Além disso, a ‘força-tarefa’ também examinará como seus concorrentes estão investindo no setor de criptomoedas e se esses empreendimentos representam uma ameaça à participação de mercado da BlackRock, segundo anotou a CCN, que também ressaltou os recentes pedidos de autorização junto à SEC para operação de um ETF de Bitcoin por empresas ligadas a bolsas.

Estranhamente, o principal executivo da empresa, Larry Fink, disse no final do ano passado que o bitcoin era meramente “especulativo” e que a única razão pela qual prosperava era por conta do seu anonimato. Segundo ele, as criptomoedas eram “um instrumento que as pessoas usavam para lavagem de dinheiro”.

Na ocasião, ele também comentou que o bitcoin e outras criptomoedas estavam longe de serem uma oportunidade para os investidores institucionais, acrescentando que nenhum dos clientes da BlackRock queria investir nele, anotou o FN.

BlackRock não é a primeira a mudar de opinião. No ano passado, o CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, chamou as criptomoedas de “fraude” e disse que iria demitir qualquer funcionário que ele pegasse negociando. Mais tarde, o banco já tinha projetos para explorar o novo mercado.

No momento do fechamento dessa matéria, o chefe executivo da BlackRock Inc, Larry Fink, confirmava a notícia dada pelo FN nesta segunda feira (16).

De acordo com a Reuters, ele disse que realmente reuniu um grupo de trabalho para olhar a tecnologia blockchain e criptomoedas como o bitcoin, mas advertiu que ele não vê uma alta demanda nesse tipo de investimento.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *