Governos Não Serão Capazes de Parar o Bitcoin, Diz Novogratz

O aumento do preço do Bitcoin traz a perspectiva de um maior escrutínio do governo, mas os governos não terão tempo fácil de regulamentar o bitcoin, disse Michael Novogratz, CEO da Galaxy Investment Partners, para a CNBC em uma recente entrevista.

Novogratz, um ex-gestor fundo hedge da Fortress Investment, está criando um fundo de US$ 500 milhões para investir em criptomoedas. Ele disse que não é provável que os governos possam desmantelar o bitcoin se eles tentarem fazê-lo.

Bitcoin pode atingir US$ 25.000

Com a alta recente do bitcoin, Novogratz disse que o preço da criptomoeda pode chegar em US$ 25.000, assustando membros do governo.

Novogratz disse que bitcoin está em uma fase de “frenesi especulativo” que é global.

Autonomous Next, uma empresa de pesquisa financeira, informou que pelo menos 171 fundos de criptomoedas foram lançados, incluindo 123 em 2017.

Com o lançamento do mercado futuro pelas principais bolsas dos EUA, a tendência é que esses fundos fiquem ainda mais próximos do mercado.

Cripto-Tudo

Novogratz previu que haverá criptomoeda para compartilhamento de viagem, compartilhamento em nuvem e centenas de diversos outros usos.

Ele também disse recentemente que pode haver uma bolha no bitcoin em certas regiões, mas a criptomoeda em si não é uma bolha. Também notou que houve muitas bolhas no passado em torno de tecnologias inovadoras e revolucionárias, como a Internet.

A bolha da internet, por exemplo, projetos sobrevalorizados por margens significativas, com várias empresas vendendo bilhões de dólares possuindo apenas um domínio ou um negócio on-line.

Mas a própria Internet não era uma bolha. Transformou todas as indústrias do mundo revolucionando a comunicação e o processamento da informação. Havia uma bolha ao redor da Internet, como demonstrado pela era das dotcom, porém a própria tecnologia não era uma bolha, uma fraude ou uma farsa.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *