Fazenda de Mineração de Criptomoedas é Encontrada em Fábrica Abandonada na Rússia

A Matrix da mineração de criptomoedas. Assim as autoridades russas descreveram as instalações de uma fábrica abandonada usada na mineração de criptomoedas na cidade de Orenburgo, a 1500 quilômetros de Moscou.

Os números, descritos na reportagem do portal News Bitcoin, impressionam. Através de poderosos processadores, os mineradores gastaram (e não pagaram) 60 milhões de rublos em eletricidade, o equivalente a mais de US$ 1 milhão.

Foi justamente o gasto anormal de energia elétrica que levou as autoridades ao local. Levando-se em conta que o custo médio da mineração de 1 bitcoin é de US$ 4.675, de acordo com uma recente pesquisa da Elite Fixtures, os russos conseguiram minerar mais de 200 bitcoins.

A fazenda de Orenburgo é ilegal – e poderá levar seus responsáveis para a cadeia por 10 anos –, mas instalações semelhantes a ela, porém autorizadas a funcionar, são bem vistas pelo governo. A mineração de criptomoedas na Rússia tem se mostrado atrativa, principalmente por conta do custo da energia inferior, inclusive, ao do Brasil e dos Estados Unidos.

Mineração em escala industrial

Relatórios sugerem que a mineração amadora não é muito lucrativa, ao contrário da feita em escala industrial. Por isso, várias regiões da Rússia declararam-se aptas a hospedar grandes instalações. Autoridades da região de Leningrado convidaram mineradores para ocupar uma usina nuclear que será desativada dentro de alguns anos.

A Rússia está pronta para abrigar empreendedores dispostos a investir na mineração. Casas e empresas consomem menos de 60% da eletricidade que o país é capaz de produzir. Recentemente, um empresário local adquiriu duas estações de energia elétrica especialmente para minerar bitcoins. Os investidores estrangeiros, afirma a reportagem, também são bem-vindos.

Via Portal do Bitcoin.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *