Dominatrix Francesa Faz Homens Minerarem Criptomoedas para Ela

“Eu me dei conta de como era fácil colocar os homens a meus pés e comecei a ganhar muito dinheiro dominando-os em eventos de fetiche de todos os tipos”. Assim se descreve Theodora, uma dominadora financeira que agora faz os homens minerarem criptomoedas para ela.

Na prática, os machos garantem algum tipo de prazer sexual entregando até mesmo as próprias contas bancárias para a Theodora, que é de origem francesa.

Em entrevista ao site Market Watch, ela explicou que seu trabalho era uma forma de dominação psicológica na qual o dinheiro é a ferramenta para a transferência de poder. “É comum que homens poderosos como políticos ou CEOs procurem por uma forma de liberação sexual na submissão a uma mulher. Eles estão no controle durante o dia inteiro e entregar o controle financeiro é mais palpável para eles”, disse.

Aceita bitcoins

Há oito anos na função, ela passou a aceitar bitcoins há quatro. Era uma alternativa ao Paypal, que bloqueia contas para quem trabalha com sexo. Além disso, nos últimos dois anos, a dominadora começou a fazer com que seus clientes minerassem criptomoedas para ela, criando uma fazenda de ‘criptoescravos.’

A ferramenta está disponível em seu site e permite que os dominados usem os recursos dos próprios computadores em benefício de Theodora. “É uma quantidade pequena, mas como o site tem bastante tráfego, no total é bem bom”.

Fetiche controlado

A dominatrix, que também oferece serviços para quem quer adorar seu sovaco ou fazer sessões de hipnose, cobra, por exemplo, 69 dólares por minuto para conversar com ela por telefone e 25 apenas para falar e ser totalmente ignorado. Seu principais clientes têm entre 30 e 50 anos e são, em geral, americanos ou ingleses.

Na conversa, Theodora buscou deixar claro que as relações que estabelece, mesmo quando tem acesso direto a contas bancárias dos clientes, não roubar tudo e deixar o cara na rua da amargura. “O fetiche é controlado e consensual”, diz. E de qualquer maneira, o boom das criptomoedas já lhe rendeu bons dividendos. Pelo seus cálculos, ela já faturou mais de 1 milhões de dólares em moedas digitais.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *