Bitcoin Fecha 1º Trimestre com Queda de 50%

O primeiro trimestre do ano de 2018 chegou ao fim. O Bitcoin opera em queda desde que atingiu seu topo histórico na metade de dezembro do ano passado.

A criptomoeda abriu o ano cotada a R$ 47.995, de acordo com o Índice de Preço do Bitcoin e fechou o dia 31 de março em R$ 23.923, uma queda de aproximadamente 50%. A máxima e mínima atingidas durante esse período foram de R$ 56.068,38 e R$ 20.734,12 respectivamente.

 

A queda do preço neste trimestre foi a maior entre todos os primeiros trimestres na história do bitcoin. O maior declínio anterior foi uma queda de quase 38% no preço no primeiro trimestre de 2014.

Analisando o desempenho nos primeiros trimestres de cada ano a partir de 2011, o Bitcoin registrou uma queda em 5 dos 8 primeiros trimestres monitorados, o que inclui o primeiro trimestre de 2018.

Outros trimestres do Bitcoin

O maior aumento de preço foi de 599% no preço do Bitcoin no primeiro trimestre de 2013. Em 2017, ano passado, o Bitcoin valorizou 4% nos três primeiros meses do ano.

No Brasil, durante esse período, teve-se um volume negociado, nas principais corretoras do país, de 79.817 BTC, equivalentes a mais de R$ 2,7 bilhões, no preço atual.

Transações SegWit e Lightning Network

Neste ano, a adoção do SegWit teve um salto, representando agora mais de 30% das transações do Bitcoin.

O SegWit é uma maneira de agrupar a transação em blocos, o que é um meio muito mais eficiente para as transações serem processadas.

No final de 2017, o blockchain do Bitcoin teve grandes congestionamentos, o que trouxe diversos problemas, como altas taxas e transações lentas ou até sem confirmação, o que acalorou ainda mais os debates acerca da escalabilidade da rede.

A adoção do SegWit visa reduzir drasticamente esse nível de congestionamento.

Fora isso, uma versão da Lightning Network, solução offchain que visa melhorar a escalabilidade da rede do bitcoin, para desenvolvedores já está ativa na mainnet.

Atualmente, já existem mais de 1.250 nodes e mais de 3.450 canais abertos.

Valor de Mercado das Criptomoedas Caiu 55%

A capitalização de mercado das criptomoedas era superior a US$ 600 bilhões no inicio do ano, chegando a US$ 830 bi poucos dias depois. Desde então, os criptoativos amarguraram uma queda de mais de meio trilhão de dólares.

As maiores quedas foram das criptomoedas Bitcoin Gold, NEM e Carnado, com -83.00%, -78.74% e -78.31% respectivamente.

Porém, a situação não foi ruim para todo mundo. A criptomoeda da Binance, atual maior exchange de criptomoedas do mundo, valorizou 28.15% neste primeiro trimestre.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *