Bitcoin Falhou como Moeda, Diz Diretor do BC da Inglaterra

O Bitcoin até agora “falhou” em sua ambição de ser uma moeda legítima, disse o Diretor do Banco da Inglaterra, o banco central do país, Mark Carney, na noite de segunda-feira.

Conforme noticiado pela Business Insider, enquanto falava em um evento privado na Universidade Regent de Londres, Carney disse aos alunos que o bitcoin não atende a dois requisitos fundamentais de uma moeda: não é um meio de troca, nem uma reserva de valor.

“Ele praticamente falhou até agora nos aspectos tradicionais do dinheiro. Não é uma reserva de valor porque está em todo o mapa. Ninguém usa isso como meio de troca”, disse ele durante uma sessão de perguntas e respostas.”

Muitos dizem que o bitcoin não é uma reserva de valor por causa da sua volatilidade. Não é fácil encontrar alguém que usa bitcoin há mais de um ano como reserva de valor reclamar, diferente de dinheiro fiduciário, onde a garantia de valor depende da benevolência do estado.

Tratando-se de meio de troca, a própria Business Insider confirma que se pode adquirir bens e serviços com a criptomoeda, mas dá enfase ao mercado desregulado da internet.

Apesar de algumas empresas como Steam e Stripe terem parado de aceitar pagamentos em bitcoin, o crescimento da sua aceitação não diminuiu.

A BitPay, maior provedor de pagamentos de bitcoin, apenas em 2017, processou mais de US$ 1 bilhão em pagamentos, isso sem contar as transações diretas entre as partes sem passar por nenhum intermediador.

Bancos Centrais x Bitcoin

A luta de banqueiros centrais contra as criptomoedas aumenta a cada dia, tornando-se esperado comentários desse tipo. Jens Weidmann, chefe do Bundesbank (BC da Alemanha), argumentou recentemente que a substituição do sistema fiat por bitcoin é muito arriscado. Ele afirmou:

“Para um sistema monetário e financeiro estável, não precisamos de criptomoedas, mas os bancos centrais são obrigados a manter estabilidade de preços e a regulação bancária efetiva, e nós temos ambos na zona do euro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *