Bitcoin é uma Bolha e Ethereum é Ainda Mais, Diz Executiva da Goldman Sachs

Uma executiva sênior do grupo financeiro mundial Goldman Sachs disse em entrevista ao site Business Insider que talvez exista espaço para criptomoedas desde que criadas por grandes bancos centrais.

“Poderiam ser úteis? Poderiam reduzir os custos das transações? Sim. Mas não essas que estão aí”, afirmou na última terça-feira Sharmin Mossavar-Rahmani, a chefe de investimentos de Private Wealth do banco americano, onde ela gerencia patrimônios acima de 10 milhões de dólares.

Durante a conversa com a jornalista Sara Silverstein, Rahmani também falou sobre outras características das moedas digitais, que, aliás, ela considera ser uma bolha.

Preços astronômicos

“Nossa visão é que gostamos do conceito do blockchain, mas no atual formato, as criptomoedas são uma bolha”. Em seguida, comentou sobre os atuais valores: “Os preços do bitcoin estão astronômicos. E quando comparamos com a Ether, esta é ainda mais astronômica”.

A economista cita um relatório feito pelo próprio banco onde constam comparações com algumas bolhas do passado, tais como a Topix, nos anos 90, e bolha das empresas ponto.com (Nasdaq) nos anos 2000. “Na comparação, mesmo a bolha das tulipas têm uma linha no gráfico de valorização mais reta que os bitcoins”.

Para Rahmani, o blockchain é um conceito relevante que irá evoluir para se tornar uma ferramenta eficiente para empresas e para a indústria financeira.

Sobre as consequências de um eventual estouro da bolha, ela disse que seriam muito menores do que a do mercado imobiliário americano em 2008. “As criptomoedas são uma parte muito menor da economia global, é menos de 1% do PIB mundial, então em termos de impacto será algo pequeno”.

Na semana passada, o Goldman Sachs, em seu relatório mundial, afirmou que pelos atuais valores o bitcoin havia entrado no território da bolha.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *