“Anarquia do Bitcoin É Vantagem, Não Defeito”, Diz Colunista da Bloomberg

Em um artigo que vem repercutindo na comunidade cripto, a engenheira de blockchainchamada Elaine Ou opôs a cultura do Vale do Silício com a cultura que se criou com o nascimento do Bitcoin.

“As startups do Vale do Silício precisam ter uma missão definida. Se uma empresa não possui uma série de valores explícitos para guiar essas decisões, a anarquia prevalece”, diz o texto.

De modo contrário, escreve Ou, a blockchain do Bitcoin é anárquica na origem. “Não significa que vai derrubar os governos (é uma pena, eu sei), mas que funciona sem uma autoridade designada”. A força do sistema vem dos incentivos econômicos que permitem que milhares de interesses em conflitantes atinjam um objetivo comum.

A engenheira, que também foi professora em Sidney, na Austrália, prossegue nas comparações. Ela mostra que o fato de uma criptomoeda que vale US$ 160 bilhões ser controlada por protocolo cujas modificações envolvem um longo debate entre todos os participantes ao redor do mundo, deixa muita gente desconfortável.

A inflexibilidade limitante do Bitcoin

Ou deixa implícita a crítica à visão das grandes empresas do Vale do Silício, na qual um líder ‘inspirador’ costuma ter uma visão e domínio total sobre o seu produto. Não era uma comunidade de usuários que decidia o caminho do software da Uber, por exemplo; mas seu fundador, Travis Kalanick.

O objetivo da blockchain é coordenar decisões entre uma rede descentralizada de usuários, diz. “O valor do Bitcoin vem justamente de sua resistência ao arbítrio humano”, escreveu em um tom quase heróico.

Por outro lado, ela também lembrou que dificuldade em coordenar mudanças é uma das críticas feitas aos desenvolvedores, que seriam indiferentes aos desejos dos usuários. “Qualquer ação, porém, alienaria muitos usuários”.

Por fim, ela escreve que nas blockchains, a anarquia é pior forma de governo exceto todas as outras (uma alusão à frase de Winston Churchill sobre a democracia).

Embora pareça ser uma entusiasta das criptomoedas, ela é cautelosa sobre o Bitcoin. “Na medida em que mais pessoas se envolvam, a coordenação das decisões será mais difícil. E a inflexibilidade do Bitcoin pode se mostrar limitadora”, disse.

Via Portal do Bitcoin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *